Qual a melhor opção: Simples Nacional ou MEI?

Qual a melhor opção: Simples Nacional ou MEI?

Descubra qual a melhor opção para o seu negócio Simples Nacional ou MEI

Muitos empreendedores ao iniciar o seu negócio, ou até mesmo no momento de escolher a alteração do regime tributária, ficam em dúvidas sobre qual seria a melhor opção para a sua empresa se MEI ou Simples Nacional.

Para esclarecer essa dúvida é necessário conhecer alguns conceitos e características de ambos para que a escolha seja feita corretamente. A escolha de um regime de tributação de forma equivocada pode acarretar o pagamento desnecessário de alguns tributos.

Nesse post, vamos delinear as principais diferenças e características entre o MEI e Simples Nacional, e orientá-lo a escolher o melhor regime para a sua empresa.

MEI – Microempreendedor Individual

O regime do MEI, foi criado em 2008, para possibilitar aos pequenos comércios, profissionais liberais e prestadores de serviços o registro de seus negócios nos órgãos governamentais, bem como torná-los legítimos perante a Receita Federal, Estados e municípios.

O MEI é específico aos empresários que não possuem sócios ou participações em outras empresas.

A empresa enquadrada no MEI, não pode ter faturamento superior a R$ 60.000,00 por ano. Esse é o principal requisito que impede a inscrição de algumas empresas nessa modalidade.

A principal diferença entre o MEI e o Simples Nacional, está na burocracia, que para o MEI é menor em relação ao Simples Nacional. Outro ponto significativo, é que o MEI tem o benefício de uma carga tributária fixa e de baixo valor, comparada ao Simples Nacional.

Nesse ano, os valores estabelecidos foram: R$ 47,85 para empresas que exploram atividades comerciais, R$ 51,85 para prestadoras de serviços e R$ 52,85 para aquelas que mesclam atividades de comércio e serviços.

Simples Nacional

O Simples Nacional, é uma modalidade de tributação simplificada. A empresa que opte por esse regime, deve verificar primeiramente se a sua atividade é permitida no Simples Nacional, e ter um faturamento inferior a 3,6 milhões nos últimos 12 meses.

Uma das grandes vantagens desse regime, é a facilidade no pagamento dos tributos. Com apenas uma única guia, você pagará até 8 tributos. Gerando uma economia com procedimentos burocráticos e maior facilidade no entendimento de relatórios contábeis e gerenciais que tratam dos tributos da sua empresa.

MEI ou Simples Nacional?

Se a sua empresa está iniciando, ou ainda não foi constituída, o melhor regime de tributação, nesse momento, é o MEI, pois a empresa poderá ter uma série de benefícios burocráticos, como: obtenção de CNPJ, abertura de conta bancária como pessoa jurídica, aquisição de empréstimos e financiamentos, emissão de notas fiscais, entre outros.

O seu negócio ultrapassando o limite de faturamento máximo do MEI, ele poderá facilmente passar ao regime do Simples Nacional, possuindo, então, todas as características dessa modalidade de tributação.

E você, já trabalhou com um software de gestão? Ainda tem dúvidas sobre o assunto? Deixe o seu comentário aqui no post e descubra como podemos ajudá-lo!

Gestão financeira fácil e eficiente, Global Financeiro
No Comments

Post a Comment

Comment
Name
Email
Website